O Brasil é o quinto país do mundo com maior número de mortos em suas estradas e é o número um em toda a América do Sul.

Se é verdade que as estradas, principalmente em certas áreas mais degradadas das cidades poderiam ter melhores condições, o fato é que é quase sempre o fator humano, os erros e infrações da lei por parte dos condutores, o grande causador de acidentes e, por conseguinte, de mortes nas estradas brasileiras.

É essencial que o condutor braileiro conheça as leis de trânsito do país mas, acima de tudo, que lhes obedeça. Isso pode salvar a sua vida e a de outras pessoas.

Se vai conduzir não ingira álcool

A condução sob o efeito do álcool é um dos grandes causadores de mortes nas estradas do Brasil.

O álcool tem vários efeitos nocivos para quem conduz e se torna em um elemento de elevadíssimo risco que nunca deve ser aliado à condução.

O álcool reduz o tempo e capacidade de reação, causa e aumenta estados de torpor e sonolência que levam a uma falta de atenção que pode ser fatal.

Se vai conduzir, não ingira álcool. Se bebeu, então não conduza.

Não conduza acima do limite de velocidade

Os limites de velocidade existem por um motivo e variam de acordo com as especificidades dos locais onde são aplicados.

Mantenha o seu veículo dentro dos limites de velocidade para aumentar a sua segurança e a segurança dos outros condutores e dos pedestres.

Obedeça sempre à sinalização

Tal como os limites de velocidade, a sinalização existe e é colocada em determinados locais com fins específicos. Obedeça por isso à sinalização pois ela existe para aumentar a sua segurança e a dos outros condutores e pedestres e para facilitar a circulação dos carros de forma mais fluída.